quinta-feira, maio 23, 2024
spot_img
- PUBLICIDADE -
Publicidade
- PUBLICIDADE -
Publicidade
InícioArticulistasVida & MovimentoCaminhantes e suas várias versões

Caminhantes e suas várias versões

A coluna de hoje é para parabenizar quem adotou a rotina de fazer caminhadas diárias.

por MARCELO ALBUQUERQUE (@marceloalbuquerque66)
Profissional de Educação Física

A beira mar é sem dúvidas um dos melhores locais para a caminhada, seja na calçada ou com os pés na areia, caminhar por lazer ou como escolha de atividade física. Eu diariamente observo uma quantidade muito grande de pessoas caminhando, já até conheço alguns! Começo a trabalhar cedo, 6 horas, e assim que chego na praia já encontro pessoas em atividade. Esse número vai aumentando com o passar das horas e chega ao ápice por volta das 8hs. As idades variam bastante, mas a maioria são adultos, muitos casais e em menor número crianças e adolescentes. Idosos ocupam um bom percentual desta parcela da população que caminha com frequência pelas calçadas e areias de Piçarras, de manhã e no final da tarde também.

Com a chegada do verão, e dos veranistas, esse número aumentou consideravelmente ao ponto de criar um certo congestionamento em alguns horários. Nestas observações não considerei aqueles que correm, quero comentar sobre pessoas que vejo diariamente ou com uma certa frequência nas calçadas, indo e vindo, com seus pets, empurrando carrinhos de bebê, se dirigindo ao trabalho (esses são bem poucos), aproveitando os primeiros raios de sol, ou os últimos, ou simplesmente caminhando sem maiores pretensões.

Come falei antes, alguns deles eu já até conheço, sei os horários, frequência semanal, onde param para descansar, tomar agua, aqueles que vão, os que apenas vem, os que vão e vem…quem diz um “bom dia”, quem não fala nada, quem não perde a oportunidade daquela paradinha para uma conversa rápida. Confesso que até fico preocupado quando não vejo alguns desses personagens caminhando. Logo penso no que pode ter acontecido…será que ficaram doentes? Desistiram da atividade?  Mas essa preocupação logo passa quando no dia seguinte, ou dias depois, eu os vejo novamente. Até fico aliviado!

A coluna de hoje é para parabenizar quem adotou a rotina de fazer caminhadas diárias, é excelente para manutenção da saúde, em todos os aspectos, mente e corpo agradecem.

Mas fica um alerta: tenham um pouco de atenção com roupas e acessórios! Deixem o celular em casa, ou usem com prudência. As pessoas estão adotando uma postura bem estranha ao caminhar olhando para uma tela, um braço levantado, mãos gesticulando devido ao uso de aplicativos de conversa, e tem também as famosas “selfies”, que prefiro evitar comentários. Além do problema postural, acabam perdendo a atenção no que acontece ao redor (uso de fones) e isso pode causar acidentes. Em relação as roupas e calçados a situação é bem pior. A gente vê de tudo um pouco, tecidos pesados, calçados com pouco ou nenhum amortecimento e acessórios exagerados. Mas não vamos ser injustos e bater palmas para aqueles que acertam em cheio na escolha da indumentária (poucos, infelizmente).

Caminhar diariamente pode mudar a vida de uma pessoa, para melhor. É alegre, é bonito, e principalmente é grátis. Tome apenas pequenos cuidados e adote essa ideia. A cidade está ai, a sua disposição.

Professor Marcelo Albuquerque escreve às segundas para o Portal Pexero News.
Campanha Saúde Balneário Piçarras 2023
Campanha Educação Balneário Piçarras
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -
Publicidade

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -
Publicidade

Colunistas

Prefeitura de Penha inicia projeto de revitalização da Avenida Eugênio Krause

0
“Esse é um projeto que eleva a capacidade de fluidez e mobilidade do trânsito central da nossa cidade. Com esse arrojado projeto, caminhamos em...
O professor é um mediador que coloca o aluno em um contato direto com conceitos e fontes adequadas.

Estreia coluna Sala dos Professores Opinião: Orgulho e representatividade

0
Neste sábado, especial dia dos mestres, estreia a coluna Sala dos Professores. O professor historiador Jairo Demm Junkes relata momentos do conhecimento e a figura da mediação dos professores com a sempre generosa cortesia da distribuíção dos méritos. A coluna recebe artigos inéditos dos profissionais da educação.
E não é só em números de aparelhos que nosso país está nas primeiras posições, em média gastamos 4 horas e 40 minutos diariamente (média) na frente deste aparelhinho. O smartphone virou o companheiro inseparável, vai desde o banheiro até a cama.

Uso excessivo do celular pode prejudicar postura

0
Professor Marcelo nos orienta na coluna Vida & movimento de hoje sobre os malefícios do uso excessivo do celular
Aproveitem a estação com muito movimento, fiquem ativos, fiquem bem.

Apesar do outono favorecer sedentarismo, é importante manter foco nas atividades físicas

0
Professor Marcelo Albuquerque alerta para espantar a preguiça na estação outono
- PUBLICIDADE -
Publicidade

Comentários recentes